Themed
Taca cachaça..
A vida tinha um plano e separou a gente.
- Você é feliz?
- Não.
- Já tentou correr atrás da felicidade?
- Sim, mas desisti quando vi ela beijando outro.
- Capitulei.  (via sujeitando)
Se eu ainda sinto algo por ele? Não. Ele destruiu tudo.
- Marcello Henrique.  (via phottograph-s)
Quero alguém para comer chocolate e ver filme em um dia chato de domingo, que me ligue do nada pra dizer que lembrou de mim, que quer ir ao shopping comprar um meia, sei lá, mas quer minha companhia. Quero alguém para dormir comigo e fazer cafuné só para que eu durma mais tranquilo. Quero alguém que confie, que demonstre, que ensine, que compartilhe, que experimente, que faça um novo capitulo na minha vida e não seja só mais uma página. Quero alguém que seja de verdade.
- Quando que eu acordo? (via antevejo)

Eu não sou a menina que os caras sentem atração. Eu não sou a mais inteligente da sala. Eu não sou a mais certinha do grupo de amigos. Eu não sou o orgulho da família. Eu não agrado todo mundo logo de cara. Eu não sou admirada por ninguém. Mas… mas nada, foda-se.

Mas eu quero te pegar pro resto da minha vida, amor.

Se apaixona por beleza e depois quer chorar por amor.

Talvez ela esteja bem sem mim, sonhando como sempre sonhou, rindo com outras pessoas, fazendo o que ela disse que iria tentar fazer, que é viver. Nunca mais tive notícias dela, acho que ela está começando a viver bem assim, sem toda essa confusão que eu trago a ela. O que eu não consigo entender é porque eu fico me importando com pessoas que não sentem mais o prazer de estar na minha vida. Eu poderia muito bem tentar fazer o mesmo, tentando ser aquele que não se importa e deixando as coisas acontecerem, mas pra mim, é sempre mais difícil. Todas as pessoas que passaram pela minha vida e se foram, eu sempre fui aquele que se importava com tudo. Por mais que algumas pessoas tinham ido embora sem dizer sequer um adeus, eu mandava algum tipo de mensagem só pra dizer: olha, eu tô vivo, se quiser falar comigo, estou aqui. Depois eu acabava dizendo pra mim mesmo o quanto sou idiota por correr atrás de quem não se importa mais. Poucas pessoas passam pela minha vida, mas aquelas que passam, sempre deixam algo. E é estúpido porque eu não consigo fazer o mesmo. As pessoas tem uma facilidade muito grande em me esquecer, e eu, tenho uma facilidade muito grande em demonstrar. Por isso que eu digo que não me dou bem com ninguém, pois sempre alguém vai embora. O estranho é conviver depois. Você passa tanta tempo ao lado de alguém, que quando esse alguém vai embora, você se pergunta: e agora? E sente um vazio no peito por achar que a vida perdeu o sentido.
- Desarvorado. (via carenciada)